A Associação Pessoa de Judô foi fundada em 05 de Agosto de 1984, pelos irmãos Sérgio e Solange Pessoa, sendo a principal missão e objetivo é difundir a prática esportiva do judô, e na dança, em toda a sua essência, ensinando a sua filosofia, formando, acima de tudo cidadãos íntegros e responsáveis. Desde então, aproximadamente 5.500 alunos já passaram pelos tatames e tablado da associação, e seguem até hoje os seus ensinamentos.

Com um judô forte, a associação está entre as cinco melhores entidades da modalidade no Estado de São Paulo, conforme ranking da Federação Paulista de Judô. Com dezenas de atletas federados na FPJ e CBJ, a associação participa de todos os torneios oficiais do Estado e no País e em cerca de trinta torneios amistosos da capital e interior.

O judô é, antes de tudo, uma filosofia de vida. Pelo aprendizado das técnicas de domínio do corpo e da mente de modo harmonioso, o atleta se prepara também para as lutas do dia a dia.

Encontrar atividades extra escolares para os nossos filhos exige muita atenção e cuidado, o ideal é que as crianças se divirtam e que obtenham benefícios físicos e psicológicos. Dentro das múltiplas alternativas que cumprem com os benefícios físicos, mentais e sociais que todos os pais procuram para os seus pequenos, encontram-se as aulas de grupo de judô e ballet.

Hoje, além da Associação Pessoa, a Sensei Solange também desempenha o cargo de Diretora Técnica da equipe de judô do Sport Clube Corinthians Paulista.

Solange Pessoa é a principal idealizadora da Associação Pessoa. Ela começou a praticar judô ainda na infância e conquistou, não só centenas de troféus e medalhas, mas muito respeito e admiração em todos esses anos de dedicação ao esporte.

A Sensei Solange Pessoa participou do campeonato mundial de Judô, na cidade de Essen na Alemanha Ocidental em 23/11/1987, para tanto, treinou forte, deixando sua filha com apenas 3 anos, aos cuidados de seu esposo, para ir em busca deste sonho.

Atualmente, Solange Pessoa é detentora do título de “kodansha” (7º Dan), que representa uma das mais altas graduações no judô, concedido pela CBJ àqueles que se empenharam no aprendizado, na prática contínua, na demonstração da sua eficiência técnica em competição e na devida dedicação, no ensino, no estudo e na pesquisa.

Fora dos tatames, além de técnica da seleção brasileira em várias ocasiões, foi diretora da federação paulista de judô, de clubes e universidades, tendo recebido diversas homenagens em diferentes esferas da sociedade. Com ela treinaram muitos atletas que obtiveram importantes resultados, tanto dentro quanto fora do Brasil.