Que tal uma dança?

Já dizia o mestre Carlinhos de Jesus. “Se você é capaz de se levantar, caminhar, dar ‘até logo’ e cruzar as pernas, já tem ritmo. Basta não ter medo de errar”. E claro que não podemos ter medo de errar, ainda mais quando envolve a nossa saúde. Sim, a nossa saúde. Você sabia que a dança pode exercitar quase todos os nossos músculos? Quando dançamos, mexemos braços, pernas, tronco e ainda trabalhamos a mente. Ele será a responsável por observar os passos, recriá-los, decorá-los e ainda nos ajudar com o ritmo.

Entre os benefícios estão: aumento da concentração, melhora a flexibilidade, coordenação motora, equilíbrio e os reflexos. A dança também aumenta a frequência cardíaca, estimula a circulação do sangue, melhora a capacidade respiratória e queima muitas calorias. Além disso, tonifica os músculos, principalmente das pernas, glúteos e barriga.

Mas, por mais incrível que pareça, os resultados vão muito além do bem-estar físico. A dança também funciona como uma forma de terapia em grupo, pois te obriga a ter contato com outras pessoas. A socialização combate a depressão e a timidez. Pare para analisar, quantas vezes viu alguém começar a dançar por estar triste? Dançar sempre foi sinônimo de alegria. Com tantos pontos positivos, o que você está esperando para começar a mexer o esqueleto?

Lembramos que no começo pode não ser tão fácil. Uns terão mais dificuldades que outros, isso é muito normal. O importante é que esteja preparado e que se entregue de corpo e alma para essa prática. Pense nos benefícios que ela lhe trará a longo e curto prazo. E, acima de tudo, sinta prazer em dançar.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *