Obesidade infantil: o que você sabe?

Hoje nós falaremos sobre um tema que, infelizmente, é cada vez mais comum entre as nossas crianças: obesidade infantil! Você sabia que atualmente cerca de 39% das crianças brasileiras estão com algum índice de obesidade? Para entrar nessa estatística, a criança (até 12 anos) deve pesar 15% a mais do que o peso médio correspondente a sua idade. E, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade infantil é um dos problemas de saúde pública mais grave do século XXI. Já que, além das doenças cardiovasculares, pode ocasionar má formação do esqueleto e danos psicológicos.

É comum, de modo geral, que as crianças tenham maior facilidade no ganho de peso, Porém, para chegar ao estado de obesidade dois fatores são decisivos: a qualidade da alimentação e o sedentarismo. Como as crianças não são as maiores responsáveis por suas rotinas, é muito importante que os pais busquem um equilíbrio na vida dos filhos.

Não é necessário impedir o consumo de doces, porém é importante restringi-los a horários e dias específicos. O mesmo vale para os refrigerantes e outros itens repletos de açúcares. É importante entender que as crianças estão em fase de desenvolvimento, por isso todos os grupos de alimentos (carboidratos, vitaminas, proteínas e boa gordura) são essenciais, não sendo possível eliminar nenhum da rotina de alimentos.

Uma coisa que pode ajudá-los na hora que alterar o cardápio, é levar as crianças para a cozinha. Se eles participarem do preparo do alimento, mesmo que seja da salada, é mais fácil que eles tenham vontade de consumi-lo. Também é importante lembrar que o açúcar e as frituras causam dependência, por isso elas não devem fazer parte da rotina da criança. Devem ser consumidas esporadicamente.

Além da alimentação, é preciso aniquilar o sedentarismo. Provavelmente você (pai, mãe, avó, tio) que está lendo esse texto é da época onde as crianças brincavam na rua. Hoje elas estão dentro de casa, passando horas em frente ao vídeo game ou na internet. Sabemos que, com a violência, não está fácil deixar os filhos soltos na rua, mas é importante inserir uma atividade física na rotina deles. Encontre uma atividade na qual ele se sinta a vontade e crie nele o hábito de se exercitar.

Não se esqueça que você é o maior exemplo do seu filho, sendo assim, é importante que também siga uma rotina saudável. Encontrar uma atividade física igual a de seu filho ou uma que possam realizar juntos, vai deixá-lo ainda mais envolto nesse universo.

Pode não ser fácil, mas ter uma alimentação balanceada, rica em frutas, legumes e verduras. Respeitar os horários das refeições. Evitar alimentos gordurosos, como doces, frituras e refrigerantes. Praticar atividades físicas – seja qual for – e beber bastante água são algumas das formas de melhorar a qualidade de vida e diminuir as chances de chegar a obesidade. Adote esses hábitos e os insira em seus lares, os benefícios serão enormes.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *